domingo, 31 de março de 2013

Domingo …………. Se Fores à Missa!


Hoje é Domingo de Páscoa … o dia mais importante da igreja católica.

Neste dia, todos vamos à Missa, mesmo que nos restantes Domingos não o façamos, neste dia fazemos questão de comungar, para este dia até chegamos a confessar-nos! É um dia a que nos habituámos a viver de forma diferente, tentando seguir as regras que a igreja católica nos sugere.  É um DIA DE FESTA porque CRISTO RESSUSCITOU.  Mas é também um dia de transformação e é aí que eu gostava de centrar o meu comentário de hoje.

Este dia deveria ser, para nós, todos os anos, o primeiro dia de um propósito de transformação.  Assim como Cristo passou a ter um novo meio de existência ao ressuscitar, que isso nos possa servir de exemplo para uma transformação do nosso interior, dos nossos valores e das nossas atitudes perante os outros.

Quantos de nós, no dia 01 de janeiro de cada ano, fazemos propósitos para deixar de fumar, começar a ir à ginástica, fazer aquela dieta que há tantos anos anseio, etc.. etc…  Pois, que o dia de Páscoa, ou melhor, todos os dias de Páscoa sejam os primeiros dias do resto das nossas vidas de verdadeiros cristãos.

Desejo a todos uma Santa Páscoa especialmente àqueles que a vão passar na solidão, no desamor, na doença e no sofrimento. Que Cristo transforme os seus corações!

Domingo, Se Fores à Missa ………… Transforma-te!

MAF
  
Evangelho segundo S. João 20,1-9.

No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo logo de manhã, ainda escuro, e viu retirada a pedra que o tapava.
Correndo, foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo, o que Jesus amava, e disse-lhes: «O Senhor foi levado do túmulo e não sabemos onde o puseram.»
Pedro saiu com o outro discípulo e foram ao túmulo.
Corriam os dois juntos, mas o outro discípulo correu mais do que Pedro e chegou primeiro ao túmulo.
Inclinou-se para observar e reparou que os panos de linho estavam espalmados no chão, mas não entrou.
Entretanto, chegou também Simão Pedro, que o seguira. Entrou no túmulo e ficou admirado ao ver os panos de linho espalmados no chão,
ao passo que o lenço que tivera em volta da cabeça não estava espalmado no chão juntamente com os panos de linho, mas de outro modo, enrolado noutra posição.
Então, entrou também o outro discípulo, o que tinha chegado primeiro ao túmulo. Viu e começou a crer,
pois ainda não tinham entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dos mortos.

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue