terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Duas Últimas

Samuel Úria já passou por este estabelecimento trazido pelo meu querido amigo fq. Confesso, em bom rigor, que não me lembro dele... Hoje fui ouvi-lo a cantar a música abaixo e não me prendeu...

Há alguns dias cruzei-me com o o cantor num blogue onde se privilegiava, penso eu que acima de tudo, a letra da música em questão. Não havia explicação sobre a letra, um racional qualquer - ou mesmo uma emoção - por trás daqueles versos. Não investiguei mais nada, até porque não me interessava. Por vezes, como me disse uma vez pessoa que lida com a mente dos outros, uma explicação é um fosso. Não obstante, os versos dizem alguma coisa - talvez nos falem de Jesus Cristo que pouco respondeu às acusações de que era alvo. Não obstante, repito, os versos dizem alguma coisa - e talvez nos falem das respostas que damos às respostas que nos dão que são dadas como respostas às respostas. Quando damos por nós já só respondemos, ou já só falámos. 

Que lição nos dá o silêncio?

JdB



Ei-lo

Tinhas palavras para calar o mar
E até citavas quem basicamente
Esteve a citar as coisas que vinhas fazer
Mas o que é que usaste para te defenderes?
Palavras não, nem uma!

E que lição nos dás por não responderes?

Eu já lá estava pra te negar
Mas porque negaste tu próprio a missão
De te defenderes? Eu sei bem que eras capaz
No vai ou racha foste a rachar
Corpo quebrado e mudo

Mas como imitar alguém que se calou?
E que lição nos dás por não responderes?

Ei-lo, verbo antigo, a suster a voz
Pra que o copo não passasse por nós
Eis o rei dos réus, o agitador
E que lição nos dá mesmo sem falar

E que lição nos dá mesmo sem falar

Eras convite também à expulsão
Tinhas o dedo para pôr na ferida
Nalguns pra sarar e noutros para fazer doer
Ei-lo, o homem: de onde é que vens?
Posso soltar-te, só que não

E que extensão nos dás por não responderes?

E que lição nos dás por não responderes?
E que lição nos dás por não responderes?
E que lição nos dás por não responderes?

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue