quarta-feira, 12 de maio de 2010

E vocês?

"Um dia, o mais provável é tornares-te num chato, deixares de sair à noite e começares a levar-te demasiado a sério. Nesse dia, vais começar a vestir cinzento e beje, pedir para baixar o volume da música e deixar a tua guitarra a apanhar pó. Vais tornar-te politicamente correcto, socialmente evoluído, economicamente consciente.

Vais achar que tens de ir para onde toda a gente vai e assumir que tens de usar fato e gravata todos os dias. Nesse dia, vais deixar de beijar em público, as tuas viagens serão mais vezes no sofá e dormirás menos ao relento. É oficial. Vais entrar na idade do chinelo e deixar de ser quem foste até então. Vais deixar de te sentar ao colo dos amigos, e vais esquecer-te de como se faz um quantos-queres ou um barco de papel. Vais ficar nervosinho se não trocares de carro de quatro em quatro anos e desatinar se o hotel onde estiveres não te der toalhas para o teu macio e hidratado rosto.

Vais tornar-te muito crescido e começar a preocupar-te com tudo e com nada e a não fazer nada porque "vai-se andando" e a vida é mesmo assim. Vais dizer não mais vezes, vais ter mais medo, vais achar que não podes, que não deves, que tens vergonha. Vais ser mais triste.
Nesse dia, o mais provável é que também deixes de beber refrigerantes.
Aqui fica uma ideia: quando esse dia chegar, não lhe fales." Sumol.

E vocês? Já lhe falaram?

TdB

1 comentário:

Maf disse...

TdB quando esse dia chegar, é sinal que vocês, jovens, estarão prontos para mudar de Sumol para um bom vinho tinto; estarão prontos para gozar a maturidade que esse dia traz; para trocar o frenesim de uma noite na discoteca por um serão calmo passado a dois no sofá; para trocar o nervosismo do exame do 12º pela segurança do ordenado ao fim do mês; para trocar a paixão do primeiro amor pela paixão do primeiro filho, etc.. etc... Quando esse dia chegar TdB, não há que temer :-) É somente uma nova fase da vida, com a sua beleza própria. Bj
Maf
P.S. achei muito gira a sua ideia de pegar nesta campanha publicitaria da Sumol e trazê-la para aqui pesonalizada e adaptada à sua escrita

Acerca de mim

Arquivo do blogue