domingo, 25 de setembro de 2011

Domingo, se Fores à Missa!


Um pouco no seguimento do que escrevi,  há 15 dias, sobre o arrependimento, o Evangelho de hoje vem dizer-nos que as portas estão abertas a todos aqueles que, em sinceridade e com o coração, se voltarem para Deus, pois Deus recebe com alegria todo aquele que se arrepende. Mesmo aquele que só se arrependa na hora da morte, Deus o receberá com alegria. Essa é a medida do amor de Deus. Uma medida que não encaixa nos nossos parâmetros. Uma medida que está muito para além da nossa compreensão. Para nós, o sentido de justiça funciona na velha ideia do olho por olho, dente por dente. Se fui melhor filho, deveria herdar mais. Se rezei mais Pai-Nossos, deveria chegar ao céu mais depressa. Mas a medida do Amor de Deus não é mensurável segundo os nossos padrões.  Deus ama-nos, individualmente, a cada um de nós, com a mesma intensidade e com a mesma misericórdia. O momento do arrependimento é o momento em que nos deixamos amar por Deus. Imaginem um feixe de luz, constante, que vem na nossa direcção; e imaginem que esse feixe de luz depara com uma porta de chumbo que insistimos em manter fechada, e por isso não nos atinge.  O facto de não vermos a luz não quer dizer que ela não esteja lá. Basta abrirmos a porta e a luz irradiará por ela adentro. O momento do arrependimento equivale ao momento em que abro a porta e deixo a luz entrar. 

Quem, de entre nós, não praticou já algum acto, do qual se tenha arrependido depois? Quantas vezes a nossa consciência fez “knock-knock” perante uma situação, uma omissão ou uma acção? Esse “knock-knock” deveria levar-nos ao arrependimento e o arrependimento deveria levar-nos à correcção da situação... Tal como o primeiro filho, que começou por recusar o trabalho na vinha mas acabou por ir.

Tentemos, nós também, praticar o arrependimento no nosso dia-a-dia. E, se a situação não permitir a sua correcção por meio de acções, pelo menos façamo-lo por palavras.

Domingo Se Fores à Missa ........... Pratica o Arrependimento !

Maf

Evangelho segundo S. Mateus 21, 28-32.

Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, disse-lhe: 'Filho, vai hoje trabalhar na vinha.’
Mas ele respondeu: 'Não quero.’ Mais tarde, porém, arrependeu-se e foi.
Dirigindo-se ao segundo, falou-lhe do mesmo modo e ele respondeu: 'Vou sim, senhor.’ Mas não foi.
Qual dos dois fez a vontade ao pai?» Responderam eles: «O primeiro.» Jesus disse-lhes: «Em verdade vos digo: Os cobradores de impostos e as meretrizes vão preceder vos no Reino de Deus.
João veio até vós, ensinando-vos o caminho da justiça, e não acreditastes nele; mas os cobradores de impostos e as meretrizes acreditaram nele. E vós, nem depois de verdes isto, vos arrependestes para acreditar nele.» 

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue