segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Moleskine


Casamento, ou o desafio das memórias. Bebericam-se bebidas diversas, enquanto empregados diligentes passam travessas com iguarias várias. Seguro no copo um belíssimo sorbet de limão com vodka e encontro um amigo de infância com quem não falava há mais de 40 anos, para além de um rápido estás bom? nas areias por vezes ventosas do Guincho. Cumprimentamo-nos com alguma efusividade, até que ele indaga sorridente: então o que tens feito?  Desmaia-se-me o sorriso e hesito se devo perguntar por que década queres que comece?  Não me ocorre mais do que um hesitante olha, ando por aí... (logo eu, que trabalho em casa e que não ando por lado nenhum).
Blogue, ou os mistérios da técnica. Aderi a uma versão moderno do blogger (só saber o que isto significa dá direito a uma bolsa de estudo). Acontece que não atino com a programação automática dos posts. Programa para as 7 da manhã do dia x e o post sai na véspera às 11 da noite. Vou supor questões de fuso horário. Alguém sabe ajudar?
Raciocínios, ou a diferença na atitude. Há quem prefira ser feliz a ter razão, há quem prefira ter razão a ser feliz. Há quem perceba que um abraço é como o primeiro passo  - é com ele que se (re)começam grandes caminhadas.
Roma, Maio de 2011
Livros, ou o encanto das frases. Despachei há semanas um opúsculo anónimo que falava de crise e de possíveis soluções para se sair dela. Retenho uma das três que o autor (ainda que anónimo, há um autor) entende serem fundamentais para darmos a volta: o culto da sobriedade.  Olha...

JdB

3 comentários:

Ana LA disse...

Comece o dia com um abraço, sempre é mais reconfortante que um Mokambo.
Tem toda a razão!

Anónimo disse...

Adorei a fotografia! pcp

Anónimo disse...

Tem fluência e também se nota persistencia no trabalho. Adicionando o jeito para escrever e o saber fazê-lo dizendo coisas...

Acerca de mim

Arquivo do blogue