quarta-feira, 11 de junho de 2014

Rua dos Remolares

Mar de Marmara, Istambul, Junho de 2014

ninguém duas vezes,
chorava o muro ao nosso lado

enquanto nós, entretecidos,
não reparávamos


que essa granítica e muda canção
era afinal uma legenda fria,

bala disparada em direcção
ao nosso ainda uno coração.

gi.

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue