segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Formula para o caos

É verdade. As medidas adoptadas pelo governo são de uma extrema violência. É verdade. Foi o actual governo e o actual Primeiro-ministro quem as tomou e por elas deverá responsabilizar-se, no que toca às consequências das mesmas. Mas não, não é verdade que seja o actual governo o causador da necessidade da tomada das medidas. O principal responsável foi aquele senhor que ostenta nome grego. Aquele senhor que agora querem julgar criminalmente. Não faz sentido. Querer punir criminalmente um responsável político, é sinónimo de ser apologista da desresponsabilização do povo. Em política, os julgamentos fazem-se nas urnas. Em Portugal, a memória é muita curta. No dia 27 de Setembro de 2009, duas vias, em todo divergentes, foram a votos. Uma venceu. O povo é soberano. No entanto, o povo também terá de saber viver com as consequências das suas decisões. Para ilustrar, de forma inequívoca, o que acabo de escrever, aconselho o visionamento deste vídeo:



Pedro Castelo Branco

1 comentário:

Anónimo disse...

100% de acordo. Não me esqueço que nessas eleições de 2009 a democracia portuguesa deu provas de uma imaturidade bem perigosa. A ver se o erro não se repete. Obrig. pelo seu post, MZ

Acerca de mim

Arquivo do blogue