terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Duas últimas

Estimados, pacientes e quiçá distraídos leitores,

Anteontem foi dia de lareira, sem grandes trabalhos para além de manter o stock de azinho ao nível da combustão agradável de ponto de vista térmico e visual. Fora isso foi um arrastar de existência, como se o tempo verbal fosse determinante na exiguidade da resposta.

Então, o que fazes? Olha, está-se...

O fim de tarde foi invadido por duas preocupações de ordem diversa: o da saúde, porque senti uma ligeiríssima subida da temperatura corporal; o do blogue, porque fui relembrado pela minha própria consciência que tinha de elaborar um post para 3ªfeira (hoje, nomeadamente). 

Ontem, quando acordei, ja sabia o que ia postar, porque o título representava o meu estado. Depois, ligeiramente complexado por revelar um homem - o Serge Lama - que nunca me entusiasmou por aí adiante, decidi compensar com uma onda nostálgica: Léo Ferré, que faz parte do meu imaginário e me lembra algumas amizades que ficaram pelo caminho, fruto de percursos diferentes.

Desde que se respeite o editor e dono do estabelecimento e não se insulte Deus, Pátria e a Família, podem adjectivar o post como quiserem, até dizendo com uma raiva surda:

Te juro que nunca mais cá volto.

 JdB

PS: desculpem o texto ser tão pequenino, mas tenho de ir ali assoar-me e já volto...



5 comentários:

Anónimo disse...

Abafa-te, abifa-te e avinha-te, que amanhã tens que estar au point.
Abraço,
fq

Ana CC disse...

hiiiiiiiiiiiiii, coisa chata.
A doença e as músicas.
As melhoras, porque para a próxima gostava de voltar a ouvir e aprender com as coisa que desencanta no seu surpreendente baú.

JdC disse...

São músicas que acompanharam as neuras de uma época. Passados 40 anos só a nostalgia nos faz ouvi-las. A nostalgia e talvez a febre.
As melhoras!

arit netoj disse...

Te juro que volto sempre!
Assoe-se e melhore!
Beijinhos "alareirados"...

Anónimo disse...

Adorei o PS! As suas melhoras. pcp

Acerca de mim

Arquivo do blogue