quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Duas Últimas

Embora tenha regressado há dois dias da Índia, é de África que vos falo. 

Há algumas semanas, por alturas do meu aniversário, pediu-se a alguns amigos que me fizessem uma playlist de músicas. Umas da escolhidas foi "Africa" dos Toto. Quem a sugeriu - imagino eu - teve em mente a minha estadia no Zimbabwe, motivo pelo qual existe este blogue, e não o tempo em que esta música surgiu. Em bom rigor, não sei de que época é a dita música.

Esta semana mandaram-me a mesma música, mas numa versão diferente, cantada por um coro apenas - penso que religioso e amador. Contudo, a virtude do youtube que vos apresento não está na interpretação que uns gostarão mais ou menos face à original. A virtude, digo, está nos primeiros 2 minutos, durante o qual, de olhos fechados, poderemos ouvir a chuva a pingar, a cair mais intensamente, a cair ao som dos trovões, e a reduzir posteriormente. Tudo isto graças às mãos (e alguns pés) dos elementos do coro.

A chuva em África tem um impacto diferente do que tem na Europa. Talvez tenha um efeito regenerador, quase milagroso para culturas e comunidades. E por isso se repete tantas vezes "I bless the rains down in Africa...". 

Em podendo, oiçam os dois primeiros minutos de olhos fechados e com o som relativamente alto. Ouve-se tudo. Talvez se interiorize tudo, porque a chuva pode ser salvífica, e a alegria contagiante e ritmada do coro uma benção em dias mais sombrios.

JdB


1 comentário:

raquel da camara disse...

Foi sem dúvida pela sua passagem pelo Zimbabwe. Também queria ter mandado a versão do coro, ainda bem que alguém o fez. É de uma beleza que quase nos leva até África. Beijinhos

Acerca de mim

Arquivo do blogue