terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Como um anjo...



Encontrei-te.
No frio que senti ao sair de casa
No vento agreste que me fazia chorar
Nas nuvens altas e negras que escondiam o Céu
No sol que teimava em rasgar de laranja a noite escura
Nas gaivotas que planavam em silêncio indiferente
Nos barcos que oscilavam ao ritmo das marés
No horizonte entrecortado de mastros
Na cara dos desconhecidos cuja história só imagino
No sorriso dos que conheço e a quem devolvo um aceno
Na solidão de um caminho feito de sonhos
Na lágrima dos dias que passaram e já não voltam
Na esperança dos dias que virão alegres
Na saudade, na sempre saudade
Na certeza de que me vês
Na confiança do teu sopro
Encontrei-te.
Como um anjo que passa e que permanece.

[I close my eyes
And my twilight images go by
All too soon
Like an angel passing through my room]

4 comentários:

ana v. disse...

Muito bonito, JB.
Tenho a certeza de que o anjo também o encontrou, e que sorriu do encontro.
Bom Natal para si e para todos os residentes deste blogue.

Anónimo disse...

Lindo, João! Assim eu estivesse do outro lado, LOL! Bom Natal para todos os que aqui vêm e sentem a tua amizade! Sinto o luxo de ser tua amiga, RF

Anónimo disse...

Que bom JB,
no frio, no vento, no sol, nas nuvens, nas gaivotas, nos barcos, ...
ter(-se re)Encontrado, com(o) um Anjo que passa, e fica e é.

É Natal e nao esqueço a minha condiçao humana :)

por isso vim aqui,

desejar-lhe um Bom Natal, a si, aos seus e a todos os que por aqui passam.
Deixo-vos o meu Abraço, levo-vos comigo.

a.

Anónimo disse...

Muito bonito!
Agradeço-te pelo blog,leitura obrigatória no meu dia a dia.
Boas Festas a todos.
fq

Acerca de mim

Arquivo do blogue