segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Mensagem do editor aos quase sete mil e quinhentos visitantes

The Madonna of the Cherubim (Andrea Mantegna 1485)

Confesso a minha vaidade infantil, como já tive oportunidade de referir. Olho para este blogue, que nasceu em Julho, e gosto do que vejo. Diverti-me a fazê-lo enquanto estava no Zimbabué e divirto-me a lê-lo, no remanso da minha vida em Portugal. O que ele é hoje resulta da vontade dos bloguistas que o fazem andar para a frente.

Fruto da sorte ou da sensibilidade de cada um, o facto é que ninguém escreve sobre actualidades: o desaire do governo, a crise no CDS, a pobreza da liderança no PSD, o drama dos escândalos financeiros. Escrevem, parece-me, sobre coisas que lhes vão na alma. Afigura-se-me bem mais interessante, mas quem sou eu...

Aos meus colegas bloguistas desejo um Santo Natal e um Ano de 2009 cheio de inspiração e realizações. Obrigado por terem aceite o meu desafio / convite e perfumarem este espaço com a qualidade da sua escrita.

Desejo o mesmo aos que nos lêem diariamente ou com irregularidade, que deixam um comentário crítico ou simpático ou nos fazem chegar uma palavra de ânimo e de agrado.

Boas Festas para todos!

JdB

4 comentários:

Anónimo disse...

Disse Não Sei Quem uma frase que nem sei bem se é assim: os pequenos falam de pessoas, os medíocres de coisas e os brilhantes de ideias
Pai

Anónimo disse...

... bem dito...

Anónimo disse...

JdB, Santo Natal para si também. Deixemos a sugestão de hipocrisia de a. e sigamos a de de ATM que, desta quadra, nunca saiu defraudado ou arrependido.

DaLheGas disse...

JdB! Que 2009 faça feliz o Adeus, os leitores e os esbribas. Vou-me dedicar à Celebração de alma em riste, desejando paz e alegria à vossa. À Maf, boas rabanadas :) Aguarde pela receita escorreita.

Acerca de mim

Arquivo do blogue