terça-feira, 21 de junho de 2011

Duas últimas

O post de hoje tem três coisas de que eu gosto particularmente: a voz rouca e avinhada do Joe Cocker; uma batida fantástica que me impele invariavelmente a marcar o ritmo com os dedos; e o acompanhamento fabuloso de uma secção de metais, sem o qual a música não seria o que é.

Fui-me lembrando desta música de cada vez que o nosso defunto Governo aprovava um novo PEC. Ouvia o ex-PM e parecia estar a ouvir o Joe Cocker a mandar a Kim Bassinger despir-se no filme "Nove Semanas e Meia". Até na conclusão final e que dá título à cantiga "You can leave your hat on", eu encontrava semelhanças com o discurso do nosso recém-derrotado Sócrates. O PM ia-nos ao bolso, exigia sacrifícios mas, num gesto magnânimo que nos sentíamos obrigados a agradecer, preocupava-se em deixar-nos ficar com qualquer coisa. Como o chapéu, na música do Cocker.

Devo dizer que esta é uma das poucas músicas de que eu continuo a gostar tanto como da primeira vez que a ouvi. Os anos foram passando, a memória do filme e da actriz que a celebrizou foi ficando menos clara, mas a cantiga, essa, continua a empolgar-me. Espero que se empolguem também. E já agora que o novo Governo seja tão generoso como o anterior e nos deixe ao menos ficar com um chapéu.
JdC

6 comentários:

Anónimo disse...

Concordo. Esta música é giríssima. A meu ver, a voz do J Cocker dá-lhe aquele "it" que a faz verdadeiramente especial. Boa escolha. pcp

Ana LA disse...

Oi JdC.
Essa associação ao Sócrates foi genial mas algo mirabolante. Não imagino o Socras a pedir para eu me despir e confesso que só a ideia enjoa-me.
Agora, confesso também que gostava de ter a graça da Kim.
Adoro esta música. Thks

JdB disse...

Excelente post e, sobretudo, excelente texto. Senti a sensualidade do roubo - pague mais irs, but you can leave your hat on; passe para cá as taxas moderadoras, but you can leave your hat on; as contribuições para a previdência aumentam, but you can leave your hat on...
Agora podemos dizer ao Sócrates: vai lá para Paris estudar e desaparece - but you can leave your hat on.

Anónimo disse...

Gostei sobretudo dos metais e da Kim!
Abraço,
fq

maf disse...

Esta musica é fenomenal, intemporal, genial, sensual e outras coisas mais terminadas em AL, tal como ála Socrates, que se faz tarde :-)
Boa escolha JdC (mil vezes melhor que o fausto, nhaaaac, ou terá sido o fq? hhehehe)
Maf

Anónimo disse...

Oh, Maf,....
fq

Acerca de mim

Arquivo do blogue