quinta-feira, 23 de junho de 2011

Ponto de Vírgula

– Sardinhas de escabeche? Se gosto!... Vamos a elas, que estão a dizer: comei-me.

E atirou-se às sardinhas com uma sofreguidão pelintra. Depois, serviu-lhe rodelas de salpicão com ovos. Sua Majestade gostava muito destas comezanas nacionais. Já tinha comido tripas, e dizia que no exílio se lembrara muitas vezes desta saborosa iguaria com feijão branco e chispe, que tinha comido em Braga. O abade de Calvos sensibilizava-se até às lágrimas quando via el-rei a esbrugar uma unha de porco e a limpar as régias barbas oleosas das gorduras suínas. O terceiro prato era vitela assada. A Senhorinha trazia-lha no espeto, porque Sua Majestade gostava de ir trinchando finas talhadas, enquanto a cozinheira, de cócoras ao pé do fogareiro, conservava o espeto sobre o brasido, a rechinar, a lourejar. Bebeu harmonicamente o real hóspede um vinho branco antigo, da lavra de um fidalgo de Braga, proprietário do Douro, que estava no segredo do ditoso abade de Calvos – capelão-mor de el-rei e dom prior eleito de Guimarães.

A criada assistia muito jovial àquela deglutição formidável, e dizia particularmente ao abade: – Este senhor, pelo que come, parece que tem passado muitas fominhas! Ninguém há-de crer o que Sua Majestade atafulha naquele bandulho!

Camilo Castelo Branco, in A Brasileira de Prazins



Sardinhas de Escabeche

Ingredientes:

1 kg de sardinhas
sal
1 limão
2 cebolas
6 dentes de alho
2 dl de óleo
1 colher de sopa de margarina
1 dl de vinho branco
1 folha de louro
piripiri
farinha
salsa picada

Preparação:

Lave as sardinhas à torneira para lhes retirar as escamas. Amanhe as sardinhas, corte-lhes a cabeça, abra-as ao meio e retire-lhes cuidadosamente a espinha. Coloque-as abertas num recipiente, tempere com sal e o sumo do limão e deixe assim enquanto prepara a cebolada.

Descasque e corte as cebolas e os alhos em rodelas finas. Leve ao lume uma frigideira com 3 colheres de sopa de óleo e a margarina. Deixe cozinhar sobre lume brando até a cebola estar macia e translúcida. Regue com o vinho branco, junte a folha de louro, tempere com sal e piripiri e deixe ferver durante cerca de 15 minutos.

Escorra as sardinhas, enxugue-as cuidadosamente em papel absorvente e passe por farinha. Frite as sardinhas no restante óleo bem quente e escorra sobre papel absorvente.

Coloque as sardinhas numa travessa, cubra com a cebolada e polvilhe com salsa picada. Acompanhe com batatas cozidas e azeitonas.

Nota: Receita tirada da internet

MFM

2 comentários:

Anónimo disse...

Que giro! Que giro! pcp

JdB disse...

Boa estreia de um post (espero eu que regular) que promete.
Talvez neste dia santo não me fique bem dizer que ainda não eram 11 da manhã e eu já salivava a pensar na iguaria descrita.
Hmmm, o que virá a seguir?

Acerca de mim

Arquivo do blogue