domingo, 12 de junho de 2011

Solenidade do Pentecostes

Hoje é Domingo, e eu não esqueço a minha condição de Católico.

Tiro três notas deste evangelho - ou talvez divida o texto nas três partes que, para a minha sensibilidade, me parecem óbvias: há o medo, há a paz e há o desafio.

Jesus encontra os discípulos receosos de um ambiente hostil em que viviam. Também nós vivemos num mundo em que por vezes temos medo de ser ridicularizados, identificados com uma mensagem caduca que fala de Amor, ligados a uma estrutura - a Igreja - de que tanto se quer dizer mal. Também nós vivemos de certa forma perdidos, às escuras, à procura de uma referência que seja uma luz, perturbados por tudo aquilo que nos aflige, nos consome, nos torna mais egoístas.

Jesus deseja-lhes a Paz - sobretudo interior, feita de confiança, sem rancores ou raivas. A quantos de nós nos falta esta paz, porque nos cruzámos com quem nos prejudicou, nos fez mal, nos traiu? A quantos de nós falta esta paz porque estamos inundados de falta de paciência para o próximo, ou porque fazemos das nossas relações sociais, profissionais ou afectivas um exercício de poder?

Jesus desafia-os a partir - como nos desafia a nós. Partir tem também uma dimensão metafórica: partir para dar testemunho; partir para revelar Cristo como nosso exemplo e modelo; partir para mudar a vida, mudar o paradigma feito de orgulhos, de cegueira para o que é um bem maior; partir para sentir o desafio da santidade, pedir o discernimento para encontrar o caminho que nos levará ao céu e a força para o seguir.

Bom Domingo para os que me lêem.

JdB


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Na tarde daquele dia, o primeiro da semana,
estando fechadas as portas da casa
onde os discípulos se encontravam,
com medo dos judeus,
veio Jesus, colocou Se no meio deles e disse lhes:
«A paz esteja convosco».
Dito isto, mostrou lhes as mãos e o lado.
Os discípulos ficaram cheios de alegria ao verem o Senhor.
Jesus disse lhes de novo:
«A paz esteja convosco.
Assim como o Pai Me enviou,
também Eu vos envio a vós».
Dito isto, soprou sobre eles e disse lhes:
«Recebei o Espírito Santo:
àqueles a quem perdoardes os pecados ser lhes ão perdoados;
e àqueles a quem os retiverdes serão retidos».

3 comentários:

Anónimo disse...

Com comentários como este quase não é preciso ir à missa!
Mais a sério, que bem que "pegaste" neste Evangelho.
Um abraço,
fq

Anónimo disse...

Ha' ano que nao tenho uma rotina de Domingo... encontrei nos teus comentarios uma que me enche as medidas.

Luiza

Ana LA disse...

Bom dia JdB
Comentário tardio, mas preocupado com a distância entre mim e a santidade. Os seus textos são sempre orientadores e acordam-nos para os desvios diários. Obrigada pela doçura e simplicidade com que nos põe na linha.

Acerca de mim

Arquivo do blogue