quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Diário de uma astróloga – [96] – 28 de Janeiro de 2015

Temporariamente ausente … para acabar o meu livro

Depois de 96 posts quinzenais, hoje despeço-me dos leitores e do dono deste estabelecimento. Se me permitirem, voltarei no Outono.

Serendipity (palavra que não sei traduzir) da vida: O meu marido muda de emprego e vamos para Roma – visita do dono do estabelecimento à cidade eterna ficando no nosso apartamento – conversas astrológicas ao jantar e convite para participar no blog – convite aceite e descubro o prazer de escrever - persisto mesmo em semanas em que me foi difícil ter tempo para escrever – blog fica com seguidores – editora portuguesa aceita publicar um livro que tem o nome desta crónica Diário de uma astróloga baseado em alguns dos temas que aqui abordei.

A astróloga reconhecida agradece do fundo do coração a oportunidade de ter acesso a este estabelecimento e os comentários amáveis que recebi durante estes anos.

No post anterior http://adeus-ate-ao-meu-regresso.blogspot.pt/2015/01/diario-de-uma-astrologa-95-14-de.html escrevi sobre Saturno em Sagitário e os seus possíveis efeitos em acontecimentos políticos e mundiais.

Saturno está presente nas cartas do céu de todos nós e de dois em dois anos e meio muda de signo. 1/12 da população tem Saturno em Sagitário. Saturno representa, entre outras coisas, a capacidade de ser organizado, metódico, de gerir, de dar estrutura.  Entre as possíveis áreas de intervenção de Sagitário temos a religião, a moral, viagens físicas e intelectuais e a difusão de conhecimentos. Não será uma surpresa para os seguidores de “Adeus, até ao meu regresso” saberem que JdB tem na sua carta natal Saturno em Sagitário.  

Cada vez que abro o blog, a astróloga sorri com a manifestação do Saturno em Sagitário, ao ver o nome do blog relacionado com viagens físicas e agora a palavra “tardio” ligada ao mestrado que o seu fundador, gestor, organizador, frequenta. Uma vez que as manifestações de Saturno não acontecem num flash, pelo contrário, são maturadas, aboboradas, muitas vezes verificam-se tarde na vida. Desejo o maior sucesso a JdB nas suas actividades literárias.

Citando o Capítulo 3.1 do Eclesiastes “Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.”

Para mim chegou o momento da despedida como participante activa mas não como leitora.

Bem hajam e até ao meu regresso!


Luiza Azancot

3 comentários:

JdB disse...

Luiza: a Infopédia define Serendipidade como "característica de quem faz boas descobertas por acaso ou atrai o acontecimento de coisas favoráveis".
Como te disse noutra ocasião, a expressão, e o conceito subjacente, foram descobertas tardias na minha vida. Agora, passados alguns anos de ter lido a palavra pela primeira vez, percebo (continuadamente) a sua importância. Onde alguns vêem coincidências e cálculos de probabilidades, outros vêem acasos favoráveis.
Foi um gosto ler-te quinzenalmente ao longo de quase 100 posts. Foi um gosto aprender contigo e, estou certo, o estabelecimento ficou enriquecido.
Sei que o livro vai ser um sucesso, não só devido à tua persistência e competência, mas também porque saberás escolher o período mais favorável para o lançares.
A porta está sempre aberta para ti.
Um abraço agradecido por tudo.

Anónimo disse...


Bem haja Luísa, pela partilha e pela aprendizagem que proporcionou.

Boas energias e que a iluminação envolva o projecto de escrita.

Até logo.

Acc disse...

Luiza,
Polémica a tua afeição aos astros, no entanto a forma lúcida e racional com que nos apresentaste as interpretações e leituras dos factos mais comuns da nossa vida, fizeram de ti uma presença luminosa e inspiradora neste estabelecimento.

Acerca de mim

Arquivo do blogue