terça-feira, 3 de maio de 2016

Duas Últimas

Estive este fim-de-semana no Porto, nos 90 anos de um primo direito de minha mãe. 

Ficámos uma noite num hotel central, situado bem no coração da parte velha da cidade, e deu para ver e sentir que a capital nortenha está bem e se recomenda. Muito diferente, para melhor, dos tempos em que por ali perto vivi (vim para Lisboa em finais de 1991).

Muita gente nova, muito estrangeiro dando ao Porto um traço mais cosmopolita – o mal de uns, Turquia ou Tunísia, por exemplo, será o bem de outros –, muitos prédios recuperados ou em obras, profusão de luzes combatendo a escuridão própria da cidade, animação, música na rua, boa disposição, interiores abertos ao exterior. Boa mesa, sempre. E o rio, com a Serra do Pilar e Gaia em pano de fundo.

Todos gostámos, pelo que, em podendo, recomendo uma visitinha.

Deixo-vos com um grupo português recente, 1º álbum lançado em 2008, nado e criado no Porto, porque hoje não podia ser outra a escolha, que a imaginação me desacompanha.

 Espero que vão ao Porto e, entretanto, que apreciem estas 2 músicas.    

fq


Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue