quinta-feira, 19 de abril de 2018

Duas Últimas

Sem pretender fazer concorrência ao dono deste estabelecimento, partilho convosco que também eu fui ao encontro do silêncio num destes últimos fins-de-semana, participando com a minha mulher, em Fátima, num retiro espiritual realizado segundo o método de Santo Inácio de Loyola, vulgo Exercícios Espirituais.

Foram dois dias diferentes que pouco mais de vinte pessoas ali passaram, em ambiente de silêncio, mesmo (principalmente) às refeições, sob a orientação de um Padre Jesuíta experiente e sabedor.

Os temas lançados para reflexão eram actuais, exigentes e bem pensados, com uma boa simbiose entre uns mais teóricos e outros mais práticos, e foram de uma maneira geral superiormente comentados pelo orientador do retiro.

O silêncio que por ali reinou praticamente sem falhas foi naturalmente fulcral para que os objectivos pretendidos - resumidos na frase " retirar-nos serve sempre para voltar melhor para a vida" - possam ser atingidos, gerando descanso ("só avança quem descansa", lema de uma conhecida reflexão), calma e o consequente enfoque no que a vida tem de mais importante, no que podemos fazer para melhorar a nossa forma de vida e a dos que nos estão próximos.

Vim melhor, mais "cristão", espero que se mantenha. Procurarei não me esquecer de fazer por isso, é difícil mas vale bem a pena.

Entretanto, deixo-vos com a lisboeta Ana Bacalhau, conhecida sobretudo dos Deolinda mas aqui a solo, com uma música cujo nome tem alguma coisa a ver com o que fui ouvindo e refletindo no retiro.

Espero que apreciem.

fq

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue