segunda-feira, 16 de abril de 2018

Dunning-Kruger

havia sempre qualquer coisa que não,
como uma equação que ficasse por resolver,
um cubo mágico resistente à perícia.

ele: um marechal-general no seu labirinto,
jogando xadrez e alta estratégia,
com o seu irmão-espectro-fantasma.

pena o curso interrompido,
quando descobriu os romances de cavalaria,
abandonando a grande escola prática.

talvez tivesse ido às aulas de psicologia,
talvez tivesse estudado o efeito de Dunning-Kruger,
talvez não tivesse falhado a vida
- ou a mais simples pontaria.

gi.

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue