terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ano-Novo

O protocolo da passagem de ano é apertado e rigoroso. Atrevo-me mesmo a dizer que, ao lado deste, as regras a cumprir nas recepções da Rainha de Inglaterra são pouco mais que recomendações vagas. E quem não o seguir à risca está condenado a ter de suportar um ano cheio de fracassos e desilusões.

É imperativo que se salte de um sofá e se aterre com o pé direito. Quem por qualquer razão não conseguir cumprir este requisito, os meus sentimentos, porque quem não começar o ano em queda livre com o pé direito em riste está condenado a nunca mais acertar o passo.

A segunda etapa é as passas. Doze. Uma por cada badalada. Eu aqui tenho um truque. Em qualquer ajuntamento de passagem de ano há pelo menos uma pessoa que não gosta de passas. Chego-me sempre à frente e ofereço-me para as comer. O sucesso do novo ano é proporcional ao conjunto de doze passas que se ingere. Não posso oferecer garantias científicas, mas mal não faz, até porque estas escorregam muito bem com o champanhe!

Por fim temos as resoluções de ano novo. Toda a gente as faz, e depois ninguém quer saber delas. Têm um tempo de vida muito curto. Geralmente entre as 23:45 e as horas a que uma pessoa acorda com uma cabeça mais lúcida e menos eufórica. A partir de 2011 vou tentar alterar isto. Uma das minhas resoluções será certificar-me de que as pessoas cumprem as suas.

E, para o caso de isto ter inspirado algum leitor, aqui ficam as outras: vou deixar de roer as unhas, vou ler 200 livros durante o ano inteiro, vou buzinar para demonstrar a minha irritação ao volante apenas uma vez por dia, vou correr pelo menos uma vez por semana e vou deixar de me exaltar enquanto vejo futebol.

Espero que toda a gente cumpra o protocolo descrito acima, porque só assim o país vai conseguir sair desta crise em que está.

Bom Ano Novo!

SdB (III)

4 comentários:

Anónimo disse...

Bom dia SdB(III),
sabe o que eu acho? Acho que as pessoas fazem estas coisas por descargo de consciência. Depois de tantos malabarismos, se o ano começar mal, não foi culpa delas, foi do "sistema", mero infortunio e não porque não seguiram o protocolo. Quanto às suas New Year Resolutions cá estarei (espero) para também eu ver se o menino as cumpre... Estou um pouco reticente no que toca ao roer as unhas mas surpreenda-me! (like like like), mfm

Anónimo disse...

Bom 2011 para si também! Cheio de dúzias de passas! pcp

Ana LA disse...

Bom ano SdbIII
apesar dos 200 livros que lhe provocarão uma indigestão cerebral e um condicionamento desastroso no túnel do conhecimento. Eu sou mais bolos... prometo a mim própria que inicio um programa de actividade física rigoroso e sistemático.Já lá vão 240passas, 20 taças de champanhe e, nada!
Obrigada por, tão magestosamente, me ter apontado o caminho do incumprimento

marialemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Acerca de mim

Arquivo do blogue