quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Moleskine

Blogue. Quando comparado com outros, este Adeus, até ao meu regresso... tem uma expressão mínima. Mas, quando comparado com outros outros, este blogue mantém uma constância há mais de dois anos que seria injusto desprimorar. A que se deve isto? Aos bloguistas e aos visitantes, sobretudo os mais habituais, que vão ajudando a esta dinâmica. À Maria Zarco, ao Pedro Castelo Branco, ao ZdT, ao PO e PCP, ao gi, à MAF, desejo um Santo Natal, e deixo aqui expressos os meus agradecimentos pelo valor que acrescentaram a este espaço. Ao clã dB agradecerei pessoalmente...

Sábado. Festa da Acreditar na Academia Recreativa de Santo Amaro. Tempo para algum divertimento, lanche e entrega de presentes às crianças. Tinha sido convidado para jantar, nesse mesmo dia, em casa de gente que não conhecia, que eram amigos de amigos. No minuto em que entrei percebi que poderia sair cinco minutos depois, que ninguém daria nem lamentaria a minha ausência. Sabia o problema pessoal que afligia o anfitrião mas, por motivos óbvios, não abordei o assunto. Já à porta, nos minutos que antecedem as despedidas, uma palavra puxou outra palavra. O dono da casa tem um filho com seis anos que, no IPO, luta contra um leucemia. Falou-me nisso – nos tratamentos, nas possibilidades, no optimismo, nas condições – naquele monologar catártico de quem encontrou alguém que se expressa na mesma linguagem. Abordámos a Acreditar, o mecenato, as sinergias. Quando entrei naquela casa não fazia tenções de me identificar como pai de uma criança com cancro, porque as pessoas querem ser confrontadas com a felicidade, não com o infortúnio. Quando saí desta mesma casa pensei, presunçosamente, que eu tinha sido convidado para dar oportunidade àquela conversa final. O resto era paisagem.

Mudança de idade. Há quem pense que são as borbulhas, a pilosidade, as hormonas saltitantes, o despontar das formas, a alteração na voz, o armário onde queremos enfiar os nossos filhos. O engano é tremendo – não é nada disto. A idade muda quando a nossa indiferença pelo Natal dos Hospitais é visível a olho nu. Fui possuído por um angústia quando realizei que o evento que marcou a minha juventude televisiva me deixava tão frio como o debate entre o Fernando Nobre e o Defensor de Moura – a bem dizer entre todas aquelas combinações de quatro dois a dois... Uma parte de mim morreu e, passe a contradição, estou certo de que sobreviverei com dificuldade a este falecimento.

Música. Revejo-me em quase tudo o que o Jansenista referiu. Ouvir Bach é entrar em contacto com a transcendência...




JdB

8 comentários:

Anónimo disse...

Um Santo Natal para si, JdB. E um muito merry 2011. Assim como para todos os bloguistas e leitores deste espaço que faz hoje em dia parte da minha vida diária. pcp

arit netoj disse...

Esse seu jantar fez-me lembrar um seu antigo título: Príncipe de Serendip (e as coisas valiosas encontradas e não procuradas...).
Beijinhos

fugidia disse...

Um feliz e santo Natal, JB.
E que 2011 seja, inesperadamente?, um excelente ano :-)

Luísa A. disse...

João, desejo-lhe - a si e a toda a equipa do blogue - um Natal muito feliz e um 2011 melhor do que as melhores expectativas.
Ass.: Uma leitora fiel do ADEUS, ATÉ AO MEU REGRESSO. ;-)

Lina A. (GJ) disse...

João, ao longo deste ano acreditei que acreditar é preciso, o jantar está na mesa e a porta está entreaberta.
Tenha um Feliz Natal!

Pedro C Branco disse...

Obrigado e um bom Natal para todos os que escrevem e seguem o Adeus, até ao meu regresso, em especial para o Tio João.

Anónimo disse...

Caríssimo João, tb para si e todos os bloguistas, que no ADEUS se sentem em casa (há qualquer coisa de cosy neste blog, que ainda não encontrei noutros; parabéns por essa raridade q. o João conseguiu!) votos de continuação de FESTAS SANTAS e de FELIZ ANO de 2011! Até para enfrentar a crise o seu blog é um excelente balão de oxigénio. Bjs, MZ (com pena de só hoje estar a resp.)

Anónimo disse...

Caríssimo João, tb para si e todos os bloguistas, que no ADEUS se sentem em casa (há qualquer coisa de cosy neste blog, que ainda não encontrei noutros; parabéns por essa raridade q. o João conseguiu!) votos de continuação de FESTAS SANTAS e de FELIZ ANO de 2011! Até para enfrentar a crise o seu blog é um excelente balão de oxigénio. Bjs, MZ (com pena de só hoje estar a resp.)

Acerca de mim

Arquivo do blogue