domingo, 15 de janeiro de 2012

Domingo …… Se Fores à Missa!


Ser Cristão, nem sempre é fácil.  A partir do momento em que conhecemos Cristo e nos encontramos com Ele, é impossível não transformarmos a nossa vida. Aliás, todos os encontros que temos com Cristo operam, em nós, mudanças profundas e fazem de nós homens e mulheres novos, com novos horizontes e novos rumos.  O chamamento de Cristo em cada um de nós exige, por vezes, grandes transformações na nossa vida. No caso de Simão Pedro, até o nome lhe foi mudado.

O meu “grande” encontro com Cristo deu-se em Fev. 1992, quando fiz um Cursilho de Cristandade, já lá vão 20 anos! Foi tipo paixão ‘assolapada’. Três dias a ouvir falar de um Cristo, até então, desconhecido para mim…. um Cristo real, humano, que existe em cada um de nós, que se revela nas mais pequenas coisas da vida, um Cristo a quem podemos chamar, invocar, em qualquer hora, em qualquer lugar, um Cristo que chora quando nos vê chorar e se alegra quando nos vê rir, um Cristo que ouve os nossos desabafos, suaviza os nossos medos e acalma as nossas angústias. Foi essa a grande revelação do meu Cursilho de Cristandade.  Passada a paixão e o entusiasmo próprio de dois amantes que se descobrem mutuamente, fica o amor verdadeiro, aquele amor incondicional que Deus tem por cada um de nós individualmente. E a partir daí, a partir do momento em que estabelecemos uma relação, uma aliança de amor com Ele, a nossa vida tem, necessariamente, de sofrer transformações profundas.

Mudam as nossas prioridades, mudam as vontades, mudam os projectos com que tínhamos sonhado … mas  mudam de uma forma subtil, natural, sem quase darmos por isso. De repente, numa manhã, acordamos e sentimos que somos pessoas diferentes, que o nosso destino  mudou e que a partir dessa data nada será igual.

Domingo, Se Fores à Missa …. Transforma-te!

Maf

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, estava João Baptista com dois dos seus discípulos e, vendo Jesus que passava, disse: «Eis o Cordeiro de Deus». Os dois discípulos ouviram-no dizer aquelas palavras e seguiram Jesus. Entretanto, Jesus voltou-Se; e, ao ver que O seguiam, disse-lhes: «Que procurais?». Eles responderam: «Rabi – que quer dizer ‘Mestre’ – onde moras?». Disse-lhes Jesus: «Vinde ver». Eles foram ver onde morava e ficaram com Ele nesse dia. Era por volta das quatro horas da tarde. André, irmão de Simão Pedro, foi um dos que ouviram João e seguiram Jesus. Foi procurar primeiro seu irmão Simão e disse-lhe: «Encontrámos o Messias» – que quer dizer ‘Cristo’ –; e levou-o a Jesus. Fitando os olhos nele, Jesus disse-lhe: «Tu és Simão, filho de João. Chamar-te-ás Cefas» – que quer dizer ‘Pedro’.

Palavra da salvação.

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue