quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Rei de Copas

Irritações várias


Higiene
Irrita-me que se diga escovar os dentes; em Portugal sempre se disse lavar os dentes e o facto de ser com uma escova não é obrigatório nomear-se o objecto.

Dejectos
Irrita-me ver os passeios cheios de caca dos cães e não ver os donos a apanha-la. Aliás, por lei (portaria ou similar?) é obrigatório e nunca vi ninguém preocupado com com a porcaria.

Bicha
Irrita-me que se diga fila em vez de bicha; o facto de bicha ser, no Brasil, palavra para indicar homens com determinados maus costumes, é lá com eles. Aliás em Portugal não se faz fila que é uma coisa muito direitinha; cá, é tudo aos "esses" para ver se se passa à frente.

Ternura
Irrita-me Ver o Dr. Cavaco Silva de mão dada com a sua esposa (que palavra!); deve ser porque é politicamente correcto. Também gostava de saber onde está escrito o cargo de Primeira Dama. Haverá segunda? Tudo isto me cheira a americanices.

Saudações
Irrita-me que me digam bom fim de semana; acho mesquinho só dois dias; costumo dizer: pois eu desejo-lhe o resto dos seus dias.

Bebida
Irrita-me, quando quero beber um café ter de especificar que é bica cheia. Em Portugal sempre se bebeu cheia pelo que quem quisesse uma "italiana" é que deveria ter de especificar.

Comer
Irrita-me o barulho das pessoas a comer pipocas nos cinemas, além de que o cheiro me agonia. Aliás o Decreto- lei 315/95 de 28 de Novembro interdita tal prática.

Você
Irrita-me que me tratem por você pessoas que eu não conheço e com menos 65 anos que eu. A palavra é de tal maneira horrível que normalmente não se escreve, põe-se v. O equivalente castelhano é usted, que também não se escreve, abrevia-se para ud. Penso que a palavra se generalizou com as novelas brasileiras, Você começou por Vossa Mercê, passou para vocemessê, depois você e os brasileiros dizem cê. Quando eu era novo dizia-se você é estrebaria.

Nome próprio
Irrita-me que me tratem pelo nome próprio pessoas que não conheço; todos o dias recebo chamadas de bancos, tv cabo, etc. a tratarem-me pelo nome próprio; outra brasileirada. Em Portugal, a menos que sejam íntimos, as pessoas tratam-se pelos apelidos.

Pai Natal
Irrita-me a proliferação de "pais natais" que se vêm em bandos a subir pelos prédios. Está perder-se o presépio em favor dum qualquer boneco que nem sequer sei se é cristão. É um personagem ajudado pela Coca Cola. Embora não goste estrangeirismos, abro uma excepção para a árvore de Natal introduzida em Portugal pelo Rei D.Fernando II a quem o nosso País tanto deve.

Questões
Irrita-me quando me põem questões. Pôr uma questão é um acto que se faz em tribunal; aliás pôr uma questão vem do francês "poser une question"; em português fazem-se perguntas.

SdB (I) 

4 comentários:

Anónimo disse...

Não posso concordar mais!
fq

Anónimo disse...

Concordo com tudo, ponto por ponto. Perfeito! Eu teria mais mil irritações para acrescentar... pcp

Ana LA disse...

Assino todas estas reclamações.
Confesso que me passo dos carretos com o você e com o uso primeiro nome antecedido de Sra.
Ainda por cima ouve-se um embrulhado senhoranalves que também não pode ser menos estético.

Anónimo disse...

Um post muito jurídico, com referência a portarias, decretos-lei e tribunais. Da próxima vez que for ao cinema vou dizer ao senhor ao meu lado: É favor deixar as pipocas à entrada porque segundo o artigo nº34º/4, b) não permitido ao espectador ter "Quaisquer objectos que possam deteriorar ou sujar o recinto ou incomodar os demais espectadores." e se me incomoda muito "será obrigado a sair do recinto, sem direito a qualquer reembolso e sem prejuízo da coima aplicável" (artigo 34º/2 do Decreto- lei 315/95 de 28 de Novembro). mfm

Acerca de mim

Arquivo do blogue