quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Textos dos dias que correm

(...)
O que a Sabedoria propõe é de facto a Fraternidade. Sendo ela revelação da unidade na totalidade, mostra os caminhos por meio dos quais se realiza a unidade da família humana: a partilha e comunhão dos bens da vida e da terra; a solidariedade que faz a cada um sentir-se, e ser, de facto, responsável por todos; a ousadia de interceder, na oração, por todos os que necessitam de ajuda, e de pedir perdão por aqueles que não sabem o que fazem; a convicção íntima de que cada homem representa a humanidade inteira; a partilha dos bens com os necessitados. A Sabedoria mostra também que cada gesto de solidariedade, cada ato de amor, cada renúncia em favor de alguém, é realmente mais um passo que nos aproxima da Fraternidade. A Sabedoria faz-nos acreditar que essas pequenas ou grandes realizações são sinal de que a Humanidade pode continuar a esperar a plena realização da fraternidade universal.
(...)

José Mattoso
Historiador
7ª Jornada da Pastoral da Cultura, Fátima, 17.6.2011
Texto integral aqui

1 comentário:

Anónimo disse...

Uma belíssima intervenção dum parente distante meu. É mesmo por este caminho que a Humanidade tem de ir. Senão, de alguma forma, vai aniquilar-se. Não será em nossa vida, concerteza, mas... só gostava que as crianças e adolescentes que conheço (é mais fácil visualiza-las a elas) não viessem a viver num mundo horrível, cheio de doenças, poluição, violência e desamor. Obrigada. pcp

Acerca de mim

Arquivo do blogue