quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Carta a Uma Desconhecida (The Hospital Handbook)


lá, onde as trevas caem,
zelando com maternal invertido zelo
pela mãe que, a teus pés, jaz confundida

estás tu, luminosa e serena possibilidade
de vencermos juntos a doença e o pesadelo.

és filha e és bálsamo:
toda tu esculpida por mão perfeita,
toda tu feita da coragem mais destemida.


feliz 2014. 


gi.

1 comentário:

acc disse...

Que bom começar o ano com a sua escrita e inspiração.
Flores para si

Acerca de mim

Arquivo do blogue