sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Colar de pérolas (4)



Quando a ferida começa em mim e acaba em ti, há médicos que nos valham? O bisturi rasgava a carcaça, na sala da faculdade, mas era apenas mão e cérebro, ambos em piloto-automático. Ela, ela própria, há minutos que havia saído a voar pela pequena janela que encimava o velho quadro de ardósia, seguindo o seu alado coração, há tanto tempo ferido pela mais exacta metade.

gi.

Sem comentários:

Acerca de mim

Arquivo do blogue